Another Soul @
this site the web

Seguidores

Happiness: 'o segredo nunca antes revelado'

O que é a felicidade?

Li, uma vez, que a felicidade é a ausência de coisas más; que somos felizes se não houver nada que queiramos de modo diferente.

Será então que, se aceitássemos as coisas como elas são, seríamos felizes?

Seríamos felizes se não ambicionássemos por mais nada do que a nossa simples existência?

Se nos conformássemos com o que temos… seríamos felizes?

Permitam-me, então, que diga que, se isso é ser feliz, prefiro ser miserável! Se assim é, prefiro ser eternamente descontente, como diria Fernando Pessoa. Prefiro ser ambicioso, prefiro querer sempre mais, prefiro nunca me contentar de contente…

Para mim, a felicidade é algo que é valorizado por si mesmo. Isto é, valoriza-se a felicidade por ser a felicidade! Se pensarem, os bens a que damos valor (até mesmo as pessoas) são, muitas vezes, valorizados em função da felicidade que nos trazem! E, se valorizamos as coisas tendo em conta o bem-estar que nos proporcionam, tendemos a tomar como garantidos muitos elementos da vida, mesmo os mais fugazes e efémeros, o que leva, consequentemente, a um sentimento de perda e de infelicidade.

Sendo a felicidade uma condição tão necessária e importante, defendo, antes, que é nosso direito lutar por ela. Lutar, sim. Em oposição à ideia passiva de felicidade e contentamento, proponho um conceito de felicidade dinâmica, mesmo que a sua procura seja a mais infeliz das demandas.

Com isto, quero apelar para que se ‘movam!’, pois, na minha opinião, não será a felicidade a ir ter convosco.

Aproveito esta temática e este não-tão-aleatório conjunto de palavras para vos tentar incutir (ou relembrar) uma outra noção: a felicidade de fazer alguém feliz. Que vos parece? É o que tenho procurado fazer com uns amigos meus, num adorável (se me permitem dizê-lo) projecto: o MOVET (‘move-te’).

Deixo-vos dois desafios:

1) Visitarem o blog do MOVET (desculpem a publicidade descarada e desavergonhada) – link na palavra;

2) Apresentarem-me a vossa definição de felicidade, contrastando o ‘ser feliz’ do ‘estar feliz’ – anseio pelas vossas opiniões.

6 pessoas comentaram:

Girl in Motion disse...

ah. não é nunca antes revelado. explico-te porque, se visitares estes links. isto só para saberes que nada disto é impossível e que não estás sozinho a pensar assim. e já agora para atender ao teu pedido no final ^^

http://trecktreck.blogspot.com/2008/09/9-momento-luminoso.html

http://trecktreck.blogspot.com/2009/03/12-momento-luminoso.html

:D
(tu também és genial. para o caso de não saberes, e apesar de não teres tranças)

The RP disse...

o 'nunca antes revelado' era uma crítica àquele ridículo livro: o segredo :P

Dupé disse...

Uma definição de Felicidade. Sabes bem que é impossível conceptualizar e explicar um sentimento. Uma palavra que é admitida na Língua Portuguesa como um nome abstracto. No entanto, sentirmo-nos felizes dá-nos um grande prazer pessoal e leva-nos ao Infinito. Não é como olharmos para o mar, mas pode ser como sorrir indefinidamente para ele, pensando no passado, ou imaginando o futruro com um grande grande sorriso e uma grande paz interior!

A Felicidade é característica dos seres humanos, nascemos, vivemos e morremos com ela, podemos é não mostrá-la, e isso, apenas nós podemos controlar!

Cá ♥ disse...

Gostei do desafio e vou responder, caso não te importes :)

- O 'estar feliz' não passa de uma emoção, por isso não pode ser nunca um sentimento. Emoção é aquilo que acontece de forma espontânea e por isso, momentânea. O 'estar feliz' implica algo que nos aconteceu, logo já passou, é passado. Não nos devemos cingir ao 'estar feliz', pois se estamos felizes ocupamos o espaço do 'querer ser feliz', e aí é que está a verdadeira essência do 'ser-se humano', o ambicionar sempre mais. O 'ser feliz' ambiciona-se, pois não somos felizes em todo e qualquer momento. Somos felizes às vezes, e essas vezes são o tal sentimento contrastante da emoção. Somos felizes porque nos sentimos realizados, e essa realização pessoal resulta do nosso esforço e ambição. Para mim, a felicidade não é mais do que a busca pelos nossos sonhos/objectivos, o que quer dizer que somos felizes às vezes. Não somos felizes todas as vezes, o que significa que passamos por um processo de travagem no nosso percurso, é onde se cometem os erros. Se cometemos erros, aprendemos com eles, o que significa que após o processo de 'luto espiritual' retomamos o nosso caminho e somos felizes porque aprendemos uma lição de vida. São essas lições de vida que nos tornam felizes, realizados e a querer sempre mais, a ambicionar. Concluindo, somos sempre felizes, mesmo em momentos em que não se está feliz :b

Cá ♥ disse...

Desafio concluído com sucesso, então! :D

^^,

Sunsa disse...

Felicidade é comer um chocolate cheio de receio e nozes e calorias sem nos preocuparmos com diabetes e obesidade. E mais não digo, pois sou feliz...

Enviar um comentário

 

Welcome @

I welcome you to Another Soul (out in the open), a new project that has the purpose of showing a side of of me you didn't know. Another Soul @ has a new style, a new look - a whole new environment. Hope you like it!

Usage Policies