Another Soul @
this site the web

Seguidores

You asked for it

Suspiro. Penso em tudo o que necessito de dizer. Algo me prende: não te quero magoar. No entanto, pedes-me para falar e, embora hesite, solto-me...

'Sei que tenho receio de perder o que até aqui custou a ganhar, tenho medo de não ganhar o que há muito anseio por alcançar e sinto um pavor tremendo de a perder, como já esteve tantas vezes para acontecer. Nunca lhe disse adeus, apesar de tudo, e ela sabe disso. Usa e abusa do facto de lhe deixar sempre a porta entreaberta só para ela. Só para ela. Nem é preciso dizer. Tem sempre uma rede que a ampara, uma protecção que acha que desvanece, mas que se recusa a mover-se e que a continua a proteger. E, subrepticiamente, ela teima a invadir a porta que passou a ser dela por direito, continua a fazer uso da sua garantia de segurança, da minha ingenuidade e da minha vontade de que ela volte a entrar, da minha vontade de voltar a envolvê-la e não a largar. No fundo, até desejo que ela me use, que ela caia em si, que caia em mim, que me alivie este fogo na garganta, este tormento de alma, este aperto no coração, que substitua o meu mundo monocromático por uma realidade azul refrescante, só de olhar para mim. Gostava de significar mais para ela. E mais. Muito mais. É que ela é tanto para mim: faz-me roçar a obsessão - é inexplicável e doentio!
E é por isso que estou aqui sentado contigo; precisavas de saber que a quero a ela. Sempre foi ela. Seria mais simples se assim não fosse... mas é. Lamento.'

No fim, há silêncio e vazio nos teus olhos verdes e vergonha nos meus.

15 pessoas comentaram:

Dupé disse...

Suspiro... Como o amor é cada vez mais bonito.

Tranformas os textos cada vez mais. É completamente visível a grande diferença de mentalidade do 11.º para o 1.º ano da faculdade. Mas lá dentro, continuas o mesmo!

A mesma pessoa que é amiga dos amigos e que sempre mostra alguma confusão. Bem,.... não me posso queixar, já que eu acabo todos os dias com alguma confusão para resolver no dia seguinte.

Mas de certeza que os olhos verdes, ao contrastarem com os castanhos, reflexarão uma luz única que indica o único caminho para a felicidade!

Dupé disse...

Estavas sentado com ela numa carruagem de metro a caminho do que é novidade para ti. Entretanto vês ao lado, alguém que conheces e que não vês há muito.

Eram 3, dois conhecias melhor, mas um outro se tinha juntado ao ela e o rapaz que melhor conhecias estava a começar a colocar os óculos atrás do jornal que levava. Quando ele saiu, começaste a pensar em falar com o ela que estava ao teu lado. Num espaço de uma única estação de metro, disseste tudo, e os olhos verdes dela derramaram lágrimas.

Na realidade, o outro ela, continua como está. É tudo um sonho, nada passa disso. Espero nunca precisar de me mascarar e nunca precisar de ver que as palavras negativas a algo que uma rapariga fala contigo, acaba num derramar de lágrimas, porque isso, que até podia ser bom para ti, lembrar-me-ia coisas más... E não quero isso.

The RP disse...

Dupé, Interessante termos uma história semelhante, apesar de se tratar de uma situação oposta (confuso, não?). Sinto que no teu relato, te sentes 'rejeitado'. Faz com que isso não aconteça :T

The RP disse...

Dupé,

No que escrevi, eu e ela não estamos no metro, ao contrário da tua vivência. E é ela que ouve... 'aquilo'. :/

É péssimo que te sintas no lugar desta minha 'de olhos verdes', enquanto os vês os dois juntos.

Lamento se o meu relato te despertou alguns sentimentos menos bons, mas também estou cá para fazer as pessoas desabafar. ;) É positivo que as pessoas se identifiquem com as vivências umas das outras, creio.

Caros seguidores,

Sabem que estão à vontade para dar opiniões sinceras e desabafar, tal como eu me entrego a vós e me liberto de pesos que me atormentam. :)

Girl in Motion disse...

perdi a voz. acho que este é de longe o melhor texto que já escreveste :o e gostei particularmente do facto de ter sido no meu dia de anos. sabes? é que normalmente estou habituada a ver-te descrever pessoas e sítios, mas juro-te que descreves sentimentos muito melhor que qualquer coisa palpável. e juro-te que nunca escrevi uma bola de sabão tão linda como este texto :o

Franc.k.isco disse...

Manoo :D Adoro o teu blog :D parabens *-*

LA disse...

que texto *.* Estou muito fascinada, mesmo :) Estou a seguir :)

Beijinho e obrigada pela visita ao meu blogue *

♪Nice and Sweet♪ disse...

Adorei o texto. Escreves muito bem.

Muito obrigada pela tua visita!

Beijinhos*

Clarisse Kaori disse...

que texto lindo, parabéns. haha
estou com vergonha em meus olhos também ):
beijos !

Girl in Motion disse...

porque tenho para mim que teres escrito esse texto nesse dia não foi por acaso x$

Miguel disse...

Vim dar-te um alô e dou com isto...

:)

Bem, sobre a escrita, está tudo dito!
Sobre o conteudo... Um dia perceberás melhor tudo isso e deixarás de dar valor a quem não te dá valor a ti... sempre!

Abraço!

Aya disse...

I'm mesmerized... *.*

E o Miguel disse tudo. Não mereces que ninguém te use e trate mal, não podes dar valor a alguém que não te dá o devido valor também.

Beijinhos**
Aya

Luke disse...

Que texto *-*

Abraço

C. disse...

maninho. sais a mim. miticamente confuso. só queria perceber quem é. porque, na tua confusão em rebuliço, enovelas-me também.

estou como tu nalguns aspectos. mas estou pior noutros.

sempre uma alma presente

catia gonçalves disse...

Bom Ano Novo (: *

/ catiag

Enviar um comentário

 

Welcome @

I welcome you to Another Soul (out in the open), a new project that has the purpose of showing a side of of me you didn't know. Another Soul @ has a new style, a new look - a whole new environment. Hope you like it!

Usage Policies