Another Soul @
this site the web

Seguidores

Australia for 2 (III) - Sangue no Deserto


Os seus olhos estavam ainda fechados e a sua cara estava pálida e tinha um ar tão pacífico sob a luz artificial do candeeiro fluorescente. Os seus finos lábios pareciam esboçar um subtil sorriso e o cabelo loiro estava a ganhar uma tonalidade carmesim que se ia espalhando até começar a pingar para a sua roupa. Lentamente, começou a tombar para o lado esquerdo da cadeira e, sem fazer nenhum esforço para contrariar a queda, desabou do assento, caindo no chão com uma pancada pesada e um som leve. Ela tinha sido alvejada. E eu tinha visto. Tudo se tinha desenrolado à minha frente de uma forma extraordinariamente lenta, enquanto eu me mantinha quieto e em choque. A simpática recepcionista tinha sido atingido na têmpora, do seu lado direito, enquanto dormitava no seu posto, mas a morte foi instantânea... pelo menos para ela. Tinha sido um dano colateral...

Quando me apercebi de que havia movimento na sala anexa à recepção - cadeiras a arrastar, homens a gritar, berros de 'You son of a...!', mais tiros e outros grunhidos de que não me recordo -, acordei do meu transe induzido pela visão de morte. O meu instinto foi correr para ao pé de ti e assim o fiz. Saí da recepção numa fracção de segundo, mas não antes de ter visto o gerente do hotel e alguns guarda-costas brutos a sair da zona de onde tinham sido disparadas as armas - era a sala da administração, onde um jogo de poker tinha corrido muito, muito mal. Sei, agora, que ele também me viu.

Cheguei ao quarto e ainda estavas acordada, mas deitada com uma t-shirt que me pertencia e que te ficava muito larga. Não tive grande necessidade de abrir a boca para que confiasses em mim: a minha cara alarmada, preocupada e chocada bastou para que me seguisses na minha fuga. Saltámos pela janela térrea do nosso quarto do rés do chão apenas com o essencial, entrámos no Jeep e desaparecemos na distância. No entanto, três Mercedes negros de morte perseguiam-nos - não poderia haver testemunhas. Perseguiram-nos até à Mina de Ouro, onde tínhamos achado que nos poderíamos esconder. Nunca tínhamos estado tão errados...

13 pessoas comentaram:

Dupé disse...

Claro que tinha de haver nesta história aguma relação com a riqueza neste caso não é o petróleo, mas sim o dinheirinho do "poker". Porque será que estavam errados? Numa mina de Ouro, no meio da Ausrália, há câmaras de segurança? Há sistemas de GPS que funcionem? Não existem demsaiados caminhos explorados para que possam fugir????

Retratas um desejo que a tua companheira teve na história, mas que depressa se alargou à tenra face de preocupação.... E que tal uma parte IV?

The RP disse...

haverá uma Parte IV, sim.

mas os Mercedes estão no seu encalço. Daí que a Mina de Ouro.. hum... veremos ;)

numa mina não há muitos caminhos por onde fugir. apenas para esconder.

Neste caso, é "you can't run, but you can hide" :p

Girl in Motion disse...

adorei a arma da imagem, sobretudo. é amarela por causa do ouro? pensaste nisso? deves ter pensado.

e oh uau :O o primeiro parágrafo está genial, não que os outros não estejam, but i mean, a pensar q eu é q ando a ver muitos policiais e afinal deparo-me com isto! adorei o cabelo a ganhar a tonalidade carmesim, subtilmente mórbido.

e agora é ver se eles se conseguem safar na Mina de Ouro. Eu acho que sim. Eu acho que o coração q ela traz ao pescoço vai dar sorte.

Mariana Francisco disse...

Adoreiiiii. Estou bastante curiosa para vera continuação, PARABÉNS!!

Maionese disse...

como já disse uma vez, é muito reconfortante ver alguem de 17 anos a escrever assim neste nosso país de iletrados!
bem haja!

novo post em

http://forcanamaionese.blogspot.com/

butterfly disse...

Obrigado, o teu blog tambem parece ser interessante

beijinho

a grande fake 8) disse...

que genial
aposto que no fim ela vai morrer e ele vai ficar bué triste e eu tambem
nao faças isso
mas sim, escreve a parte IV rapido, agora quero ler :3

jefhcardoso disse...

The RP, acho lindo construir histórias. Eu construo as minhas e sei o que isso significa. Quero ler-te mais. Vejo o cuidado nas frases. Vejo o capricho na construção. Vejo o carinho com que lida com o lugar e essas personagens. Isso é muito bom. Parabéns pelos textos!

Quero fazer uma pergunta, ou melhor, duas: você já esteve na Austrália e por que Austrália no texto?

Abraço de Jefhcardoso

Girl in Motion disse...

não, querido, o jacob devia ficar comigo. a bella também é estúpida, fica bem com o edward 8D

The RP disse...

só se ficar com a Victoria, inteira. tenho dito :b

Girl in Motion disse...

ah! sim, a tal coisa de já ter 100 anos, não é? então mas eu pensava que nessa altura se resolvia tudo ao revólver, and damn the consequences :b olha o regicídio 8D

(uii eu quero lá saber da victoria, até podes ficar com a old e com a new one 8D as duas inteiras, aí é q ficavas feliz.)

Pandora disse...

eu tenho vindo aqui, só ainda não comentei porque estou à espera do último para dizer tudo :D
Mas está fantástico mesmo!
Continua com o bom trabalho.

Ps. Obrigada ;)

Estrelinha disse...

parabéns pelo blog escreves muito bem eu tenho 19 anos acabei agora o secundário

Enviar um comentário

 

Welcome @

I welcome you to Another Soul (out in the open), a new project that has the purpose of showing a side of of me you didn't know. Another Soul @ has a new style, a new look - a whole new environment. Hope you like it!

Usage Policies